3 Feb 2010

a chave de ouro

Interlíngua — a chave de ouro da cultura
Interlingua — le clave de auro del cultura
Toma Macovei
___________________________________________________
Tem-se dito sobre a cultura, de uma maneira espiritual, que ela é o que resta depois de esquecermos tudo o que aprendemos. Esta observação parece-nos justa em linguística, mesmo em sentido comum, para a interlíngua.
In un maniera spiritual, on ha dicite re le cultura, que illo es lo que remane postquam nos oblida omne lo que nos ha apprendite. In linguistica, iste observation nos pare appropriate, mesmo in senso commun, pro interlingua.

Para fazer face, pelo menos, aos impedimentos irracionais criados pela maldita diversidade linguística no nosso mundo, cada vez mais pequeno e interdependente, sacrificamos boa parte do nosso precioso tempo de juventude, partindo a cabeça com a assimilação das línguas nacionais mais difundidas (inglês, francês, espanhol, italiano, alemão e russo, etc.). Por um lado, estas línguas são a mais alta expressão dos respectivos povos mas, por outro lado, sendo criações espontâneas-irracionais, a mestria completa da sua teia de aranha de regras ortográficas e ortoépicas das numerosas nuances do sentido das palavras e das expressões idiomáticas, é quase impossível para pessoas não dotadas excepcionalmente e, sobretudo, para estrangeiros. Sobre a língua inglesa, por exemplo, com a sua pronúncia tão caprichosa, não é em vão que se brinca dizendo que, sendo acordado a um condenado à morte exprimir o seu último desejo, ele pedia apenas o tempo necessário para aprender inglês.
Pro facer facie, quanto pauc, al impedimentos irrational create per le maledicte diversitate linguistic in nostre mundo de plus in plus parve e interdependente, nos sacrifica un bon parte de nostre preciose tempore del juventute, rumpente nos le capite con le assimilation del plus expandite linguas national (anglese, francese, espaniol, italiano, germano, russo etc.). De un latere, iste linguas son le plus alte expression del populos respective; ma del altere latere, illos, essente creationes spontanee-irrational, le maestrar complete de lor tela de araneo de regulas orthographic e orthoepic, del numerose nuances de senso del parolas e del expressiones idiomatic, es quasi impossibile pro le homines non exceptionalmente dotate e, super toto, pro le estranieros. Re le lingua anglese, p.ex., con su pronunciation tanto capriciose, non in van on burla que, essente accordate a un condemnate a morte de exprimer su ultime desiro, ille peteva solmente le otio pro apprender le anglese.

Sabe-se bem que, apesar de todos os esforços financeiros e humanos, o actual sistema de ensino de línguas estrangeiras na escola não dá resultados satisfatórios. Felizmente, as suas regras complicadas e aborrecidas perdem-se cedo na memória; mas, contudo, fica alguma coisa. Fica a essência, o seu fundo comum. Estes detritos valiosos aplanam o caminho para a interlíngua.
On sape ben que, malgrado omne le effortios financiari e human, le systema actual del inseniamento del linguas estranier in schola non da resultatos satisfactori. Felicemente, lor regulas imbroliate e enoiose se perde ab longe ab memoria; ma totevia remane alique. Remane le essentia, remane le fundo commun de istos. Iste valorose detritos lisia le via al interlingua.

Segundo o seu sentido comum, a interlíngua é a média e o denominador comum de um grupo de línguas que possuem o mesmo parentesco – uma língua comum a vários povos. Sobre elas todas, contudo, a interlíngua tem a vantagem de ser uma língua universal. Com uma gramática profundamente regular usando o tesouro das palavras internacionais, ela torna-se uma língua viva e moderna que as pessoas cultas compreendem à primeira vista. Esta interlíngua não é apenas preferida, especialmente devido a essa compreensão imediata, mas também, pela medida dessa compreensão as pessoas que têm contacto com ela pela primeira vez, revelam o seu nível cultural.
Secundo su senso commun, interlingua es le media e denominator commun de un gruppo de linguas habente le mesme parentela, un lingua commun inter plure populos. Inter tote istos tamen, Interlingua de IALA ha le avantage que illo es un lingua natural, synthese del linguas neo-latin, le quales constitue mesmo le base del cultura universal. Con un grammatica amplemente regular e usante le tresor del parolas international, illo deveni un lingua vive e moderne que le homines culte comprende a prime vista. Specialmente pro tal comprensibilitate immediate, iste Interlingua non solmente es preferite inter le linguas ponte, sed etiam le mesura de iste comprension, pro le personas qui face pro le prime vice su cognoscentia, indica mesmo lor nivello cultural.

Tem-se dito que a maior maravilha criada pelo homem é o livro. Ora bem, para a organização de um mundo melhor, a interlíngua é, com certeza, a segunda grande maravilha. Ela é a chave de ouro do conhecimento, com a qual se abre a larga porta da boa compreensão entre os povos, do florescimento sem precedência da cultura.
On ha dicite que le plus grande meravilia create per le homine es le libro. Eh ben, pro le organisar de un mundo melior, Interlingua es certo le secunde grande meravilia. Illo es le clave de auro del sagessa, per le qual on aperi le large porta del bon comprension inter le populos, del floration sin precedentia del cultura.

Hoje, dificilmente podemos imaginar quão maravilhoso se mostra o mundo quando a interlíngua se tornar objecto de estudo nas escolas de todos os países, quando ela for a língua da diplomacia e dos encontros internacionais, onde a compreensão seja directa, sem intérpretes, quando as informações importantes de todo o lado, as descobertas científicas e as novidades literárias e artísticas forem publicadas nesta língua. Basta que nos convençamos que esta verdadeira época de ouro da humanidade deve chegar e que chegará, inevitavelmente.
Difficilemente nos pote imaginar nos hodie, quanto meraviliose se monstrara le mundo quando Interlingua va devenir objecto de studio in le scholas de omne le paises, quando isto sera le lingua del diplomatia e del incontros international, in le quales le comprension sia directe, sin interpretes, quando le informationes importante de ubique, le discopertas scientific e le novas litterari e artistic sera publicate per iste lingua. Il es assatis que nos sia convincite que iste ver epocha de auro del humanitate debe venir, e que illo venira infallibilemente.

No comments:

Post a Comment